média de 5 em
1 avaliação

Probabilidade de um medicamento dar efeitos colaterais

Um médico está estudando um novo medicamento que
combate um tipo de câncer em estágios avançados. Porém,
devido ao forte efeito dos seus componentes, a cada dose
administrada há uma chance de de que o paciente sofra
algum dos efeitos colaterais observados no estudo, tais como
dores de cabeça, vômitos ou mesmo agravamento dos
sintomas da doença. O médico oferece tratamentos
compostos por 3, 4, 6, 8 ou 10 doses do medicamento, de
acordo com o risco que o paciente pretende assumir.
Se um paciente considera aceitável um risco de até de
chances de que ocorra algum dos efeitos colaterais durante o
tratamento, qual é o maior número admissível de doses para
esse paciente?
a) 3 doses.
b) 4 doses.
c) 6 doses.
d) 8 doses.
e) 10 doses.

1

Após a administração de uma dose, a probabilidade de um paciente apresentar efeito colateral é de %, ou seja, a probabilidade de um paciente não apresentar efeito algum é de %.

2

Diante disso para calcularmos a probabilidade () de cada tratamento em termos do número de doses utilizaremos a seguinte expressão:

Onde n representa o número de doses

3

A fórmula anterior pode ser provada da seguinte forma: é a probabilidade de não haver nenhum efeito colateral após as doses do remédio.

4

Assim, é a probabilidade de haver algum efeito colateral após doses do remédio.

5

Para 3 doses:

p=%.

6

Para doses:

p = %.

7

Para 6 doses:

p = %

8

Portanto a quatidade máxima de doses admitida para esse paciente é 4.

9

A resposta é a letra B.

enviado por Carlos Humberto de Oliveira em

quanto isto lhe ajudou ?